No Concelho de Loures registou-se uma forte adesão dos trabalhadores e trabalhadoras à Greve Geral marcada pela CGTP-IN, no dia 14 de novembro.

Em locais de trabalho como a Saint-Gobain Securit, Valorsul, Câmara Municipal e Serviços Municipalizados de Loures entre outros, os trabalhadores participaram ativamente nesta jornada de luta, na defesa dos seus interesses e direitos, dos anseios do povo português, do futuro de Portugal.

Esta jornada de luta envolveu um grande trabalho de organização e a participação de milhares e milhares de trabalhadores em piquetes de greve nas suas empresas e locais.

O secretário- geral do PCP, Jerónimo de Sousa, o líder parlamentar do PCP e eleito da CDU na Assembleia Municipal de Loures, Bernardino Soares e os vereadores da CDU na Câmara Municipal, Paulo Piteira, António Pombinho e Maria Eugénia Coelho contactaram com os trabalhadores e trabalhadoras em greve.

Jerónimo de Sousa marcou presença junto dos trabalhadores da Saint-Gobain Securit em Santa Iria de Azóia, enquanto Bernardino Soares contactou com os trabalhadores do Município de Loures, nas oficinas do Fanqueiro, em Loures e com os trabalhadores da Valorsul em São João da Talha.

Os vereadores da CDU no Município marcaram a sua presença junto dos trabalhadores da Câmara e Serviços Municipalizados de Loures no Fanqueiro e no Juncal e com os trabalhadores da Saint Gobain Securit.

Pela Saint Gobain Securit passou também durante a madrugada, o secretário - geral da CGTP-IN, Arménio Carlos.

Galeria de fotografias »»

Share/Save/Bookmark
 


Os deputados do PCP na Assembleia da República apresentaram no passado dia 12 de outubro uma proposta de projecto de lei que visa revogar a Lei nº22/2012 de 30 de maio de Reorganização Administrativa Territorial Autárquica aprovada pelo governo e os partidos que o suportam , e que tem como objectivo a extinção de freguesias.

Ler proposta do PCP »

Share/Save/Bookmark
 


Conferência de Imprensa do PCP

1. A coberto e a pretexto do Pacto de Agressão que PS, PSD e CDS assinaram com o FMI e a União Europeia, o governo tem em curso na continuidade de orientações e opções adotadas ou tentadas em momentos anteriores, um salto qualitativo na ofensiva contra o poder local democrático. Um ataque que significaria, a ser levado até ao fim, uma completa descaracterização dos elementos mais progressistas e avançados do poder local, a liquidação do que ele representa enquanto conquista de Abril.
Um ataque dirigido para asfixiar financeiramente o poder local impondo não apenas a redução dos serviços que as autarquias prestam às populações mas também uma forma indireta de roubar recursos e meios que lhes seriam devidos. Um projeto de liquidação da autonomia administrativa do poder local que dá a dimensão exata do modelo que o governo ambiciona impor assente na transformação das autarquias em meras dependências da administração central, desprovidas de meios e competências, à maneira do antigamente.
Um projeto de agressão ao poder local que, afrontando a Constituição da República Portuguesa é, na sua essência, um programa de agressão ao país, às populações e às suas condições de vida, indissociável da liquidação de direitos e de serviços públicos essenciais que a política de direita vem prosseguindo, condenando ao declínio muitos concelhos e freguesias.

Share/Save/Bookmark

Ler mais...

 


A Câmara Municipal de Loures aprovou em reunião realizada hoje, 9 de outubro de 2012, o parecer desfavorável à proposta de decreto da Assembleia da República que visa, entre outras, a criação da freguesia do Parque das Nações, e que será discutida na Assembleia da República já no próximo dia 12 de outubro.

Em conferência de imprensa, os vereadores da CDU acompanhados por outros eleitos nos ógãos autárquicos divulgaram publicamente a sua posição sobre esta matéria expressa na declaração de voto apresentada na referida reunião de Câmara.

Ler declaração de voto »»

Share/Save/Bookmark
 


O Governo apresentou na Assembleia da República uma proposta de orçamento que de inevitável não tem nada; é apenas a opção cega e determinada de um Governo que quer continuar a transferir fundos públicos para o grande capital, em particular financeiro, que quer continuar a entregar empresas públicas ao setor privado, nem que para isso tenha de destruir o país e a vida dos portugueses.

Esta é de facto uma proposta de orçamento sem qualquer preocupação real com a economia, em que mesmo as medidas que o Governo anuncia como visando este objetivo, pouco mais são do que subsidiar a precariedade e os baixos salários. É um orçamento que continua a apostar na contração do mercado interno, penalizando brutalmente salários e reformas, pequenas e médias empresas e em geral a atividade produtiva virada para o mercado nacional.

É um orçamento que continua o percurso de anos de quebra do investimento, com os dramáticos resultados que a realidade do país apresenta.

Share/Save/Bookmark

Ler mais ...

 


A Assembleia Municipal de Loures reuniu, ontem, para se pronunciar sobre a “ Reorganização Administrativa Territorial Autárquica”, Lei do governo PSD/CDS-PP que visa a extinção de freguesias e que no Concelho de Loures pode implicar a extinção de quase uma dezena de freguesias.

O PCP promoveu uma concentração no local, que contou com a participação de Bernardino Soares, eleito da CDU na Assembleia Municipal de Loures e deputado do PCP na Assembleia da República, perante os presentes, reafirmou a firme oposição do PCP e da CDU a esta lei, que se insere na política de direita e de ataque aos direitos dos trabalhadores e das populações preconizada pelo atual governo e que as únicas intenções da lei são “dar uma machadada” no Poder Local Democrático, promover o despedimento de trabalhadores e a degradação dos serviços públicos, abrindo caminho à sua privatização.

Share/Save/Bookmark

Ler mais ...

 



Face à notícia publicada pelo Jornal de Notícias, na sua edição de hoje, sobre eventual “troca” de território do Município de Loures por eventual dívida e acesso a verbas por parte do Município, a CDU de Loures e os Vereadores eleitos nas suas listas, querem esclarecer o seguinte:

1 - Nada na deliberação da CML, tomada POR UNANIMIDADE na reunião extraordinária realizada em 30 de Julho, permite concluir qualquer “troca”.

2 - No que diz respeito ao território, face à iniciativa voluntária, deliberada e traiçoeira do PS e PSD, com a conivência do CDS na Assembleia da República em Junho passado, a Câmara Municipal e a Assembleia Municipal de Loures manifestaram, por unanimidade, o seu frontal repúdio pela aprovação do projecto de lei que permitia a criação da freguesia do Parque das Nações com território retirado ao Município de Loures.

3 - Na deliberação de ontem da CML, esta, por unanimidade, e contando com forte capacidade de apresentação de propostas dos Vereadores da CDU, refere expressamente o desacordo com a eventual criação da referida freguesia nos mesmos termos.

Share/Save/Bookmark

Continuar...

 


O país precisa urgentemente de uma outra política e de um outro governo

As Jornadas Parlamentares do PCP foram dedicadas à questão da política alternativa.

Não há nenhuma inevitabilidade na política seguida nos últimos trinta e seis anos por sucessivos governos, agravada pela aplicação do pacto de agressão/ memorando da troica. O que há é a opção deliberada de servir os interesses do grande capital e dos grupos económicos, destruindo direitos, negando o desenvolvimento e desperdiçando potencialidades.

Com o Governo PSD/CDS e a aplicação do pacto de agressão assinado com a troica, o país não se desenvolve, não cria emprego nem mais riqueza, distribui-a de forma profundamente desigual e continuará a agravar a dívida e o défice. O Governo não tem sequer qualquer planeamento económico que se conheça e que vá para além do favorecimento dos grupos económicos e da obediência cega às imposições da União Europeia.

Share/Save/Bookmark

Continuar...

 

A CDU em comunicado à população de Moscavide e Sacavém alerta para as consequências da aprovação pelo PS e PSD na Assembleia da República, da freguesia do Parque das Nações no Concelho de Lisboa, nela incluindo territórios pertencentes às freguesias de Moscavide e Sacavém.

A verificar-se o que o PSD e PS aprovaram, as populações de Sacavém e Moscavide veriam perder-se a capacidade de decidir e intervir naquela importante zona de expansão das suas freguesias ficando à mercê das lógicas, interesses e estratégias de Lisboa e sem a capacidade de participar nas decisões através dos órgãos que elegem.

Estas zonas do Concelho ver-se-iam assim, na situação de subalternização face à estratégia da Câmara de Lisboa, a qual, poderia, a todo o momento, atribuir preferências de investimento e desenvolvimento a outras zonas da cidade, designadamente de maior centralidade ou de interesse turístico.

Por estas razões a CDU continua a bater-se contra as ilegalidades e inconstitucionalidades deste processo, apelando às populações envolvidas para que façam ouvir a sua voz junto dos seus órgãos do poder local.

Ler comunicado em PDF »»

Share/Save/Bookmark
 


No passado dia 21 de Julho, quase sem aviso prévio o governo PSD/CDS e a administração da Carris acabaram com a carreira 745 que fazia, todos os dias, o percurso Prior Velho-Santa Apolónia (incluindo sábados, domingos e feriados).

A população do Prior Velho perdeu o seu melhor meio de transporte (conquistado na madrugada logo após o 25 de Abril),  directo e de ligação aos principais pontos da cidade de Lisboa,  serviços, hospitais, locais de trabalho, teatros, cinemas etc.

A carreira 783 não substitui a 745, parte do percurso é diferente, o número de carreiras passou para cerca de metade e aos sábados domingos e feriados o percurso ainda encurta mais.

A administração da Carris alega em comunicado que continua a servir bem os utentes e a reduzir custos. Está a mentir, passou a servir pior a população desta freguesia, obrigando as pessoas a fazer transbordos, a gastar mais dinheiro nas suas deslocações.

Share/Save/Bookmark

Continuar...

 

SIGA-NOS NO FACEBOOK

SAIU O AVANTE

FESTA DO AVANTE

festadoavante-cartaz2018.jpg

ADERE AO PCP

adere_orl_pcp_2014.jpg

NEWSLETTER



Receber em HTML?

PROCURAR NA PÁGINA