O PCP realizou ontem, dia 15 de Dezembro, junto à porta da empresa Triumph, em Sacavém , uma acção de solidariedade com os trabalhadores da Triumph e contra a deslocalização da empresa.

Nesta acto público, participaram entre outros militantes e ativistas do PCP, o Presidente da Câmara Municipal de Loures, Bernardino Soares e Ana Mesquita, deputada do PCP na Assembleia da República.

O PCP manifestou a sua solidariedade para com a luta dos trabalhadores da Triumph, garantindo que estes podem sempre contar com o PCP, que desenvolverá todas as acções ao seu alcance para garantir a salvaguarda de todos os postos de trabalho e o cumprimento dos direitos dos trabalhadores.

O Sindicato dos Trabalhadores Têxteis, Lanifícios e Vestuário do Sul e os trabalhadores da Triumph, marcaram uma concentração para amanhã, dia 17 de Dezembro, pelas 17 horas junto à Urbanização do Real Forte, em Sacavém.

Share/Save/Bookmark
 

 

Como é do conhecimento público, a empresa Triumph anunciou aos trabalhadores que irá deslocalizar a sua produção, encerrando a sua fábrica em Portugal. Segundo informação transmitida, a motivação da empresa é o desejo de baixar os custos de produção, designadamente no que toca a salários e protecção social.

Estão em risco cerca de 550 postos de trabalho directos. além do despedimento de centenas de trabalhadores, a deslocalização desta empresa corresponderá a mais um passo na destruição do aparelho produtivo nacional.

É necessário impedir a deslocalização da Triumph Internacional, salvaguardar todos os postos de trabalho e o cumprimento dos direitos dos trabalhadores.

A Comissão Concelhia de Loures do PCP anuncia a realização de um acto público de solidariedade no próximo dia 15 de Dezembro (3ª Feira) às 16.30h em frente às instalações da fábrica em Sacavém.

Share/Save/Bookmark
 

O Grupo Parlamentar do PCP, apresentou na Assembleia da República, no passado dia 10 de Dezembro, o Projecto de Resolução nº44/XIII/1ª, Contra a deslocalização da Triumph Internacional, pela salvaguarda de todos os postos de trabalho e o cumprimento dos direitos dos trabalhadores.

Na Proposta de Resolução, o Grupo Parlamentar do PCP reafirma a importância de o atual Governo desencadear todos os instrumentos ao seu alcance para impedir a deslocalização da empresa e para salvaguardar todos os postos de trabalho e o cumprimento dos direitos dos trabalhadores.

Ler Proposta de Resolução (PDF)

Share/Save/Bookmark
 

Está em distribuição o Construir nº82, Boletim informativo da Célula do PCP no Município de Loures.

No número de Novembro de 2015 os destaques são os dois anos de mandato da CDU ma gestão do Município, a derrota do governo PSD/CDS e as propostas já apresentadas pelo PCP na Assembleia da República, como a reposição das 35 horas de trabalho na Administração Pública, a reposição dos complementos de reforma, a revogação da alteração à lei da Interrupção Voluntária da Gravidez e a reposição dos 4 feriados nacionais.

Ler Boletim (pdf) »

Share/Save/Bookmark
 

Numa sessão pública em Santa Iria da Azóia, Edgar Silva, fez uma contundente intervenção em defesa da Constituição, como base essencial do projeto de um Portugal de Abril. Perante as cerca de três centenas de participantes na sessão que encheram o salão do Atlético de Via Rara, o candidato destacou o papel negativo de Cavaco Silva como parte integrante do ataque aos valores de Abril e à Constituição.

Na sessão intervieram também Bernardino Soares, Presidente da Câmara Municipal de Loures e Gonçalo Caroço, mandatário concelhio da candidatura.

 

Gonçalo Caroço, 40 anos, trabalhador da VALORSUL é atualmente Chefe de Gabinete do Presidente da Câmara Municipal de Loures. Licenciado em Bioquímica, foi vereador na Câmara Municipal de Loures e é Eleito na Assembleia de Freguesia de Santo António dos Cavaleiros e Presidente do concelho fiscal da Associação de Moradores de Santo António dos cavaleiros (AMSAC) e do Sport Clube Frielas.

Share/Save/Bookmark
 

 

Na apresentação da candidatura e perante uma sala completamente cheia Edgar Silva sublinhou que "esta é a nossa candidatura, a nossa, de uma extensa e funda energia transformadora. Esta é, e será, a nossa candidatura a Presidente da República, a nossa, de um amplo movimento vital para a libertação de todos e de cada um dos homens e de cada uma das mulheres" e assumiu o compromisso de "como candidato ou como Presidente da República defenderei, intransigentemente, os ideais libertadores de Abril, a nossa Constituição da República e o regime democrático que ela consagra e projecta".

Share/Save/Bookmark

Continuar...

 

Ler comunicado

Share/Save/Bookmark
 

A Câmara Municipal de Loures aprovou ontem, 14 de Outubro, uma moção apresentada pelos eleitos da CDU contra a decisão do Ministério da Solidariedade, Emprego e Segurança Social, encerrar o Centro de Emprego de Moscavide, cujas instalações funcionam em Sacavém.

A Câmara Municipal de deliberou repudiar a decisão do Ministério da Solidariedade, Emprego e Segurança Social de encerramento do Centro de Emprego de Moscavide e exigir aos próximos Responsáveis Governativos a reversão desta decisão agora tomada, e a reposição deste Serviço Público.

A zona oriental do concelho tem uma população de cerca de 130 mil pessoas, das quais 5 mil estão inscritas neste Centro de Emprego. A partir de dia 16 de Outubro terão de se deslocar a Loures para tratar de assuntos essenciais para a sua vida. Para quem está numa situação de dificuldade e fragilidade, nomeadamente financeira, com uma população já muito fustigada pela crise e por consecutivas políticas de empobrecimento e tendo em conta as grandes deficiências no sistema de transportes públicos do nosso concelho, sendo dispendioso e com poucos circuitos de carreiras, ainda mais complicado se torna.

O PCP e a CDU já tinham alertado para esta intenção e desde logo encetou um processo de luta e de denúncia pública das reais intenções que o governo pretendia levar a cabo. O PCP e a CDU apelam aos utentes do Centro de Emprego e às populações da zona Oriental do concelho de Loures, que não se resignem e continuem a luta contra a destruição dos serviços públicos.

Ler Moção »

Share/Save/Bookmark
 

A candidatura de Edgar Silva a Presidente da República, a partir da apresentação da sua Declaração de Candidatura, em 15 de Outubro, em Lisboa, irá inscrever nos seus objectivos e concretizar a construção de uma ampla campanha de esclarecimento e mobilização para o voto. Esta é uma tarefa que está colocada ao conjunto de organizações e militantes do Partido, a todos os democratas e patriotas, e para a qual serão concentradas a vontade, a determinação, as energias e esforços indispensáveis à sua afirmação e ao alargamento do apoio à candidatura e aos seus objectivos.

As eleições presidenciais assumem uma grande importância no quadro da actual situação do País e na sua evolução nos próximos anos.

Portugal está hoje confrontado com uma situação muito difícil, que se vem agravando ao longo de quase quatro décadas de política de direita e que atinge os trabalhadores e a grande maioria do povo. Uma situação que se caracteriza pelo aumento da exploração e do empobrecimento, pelo aprofundamento das desigualdades e injustiças, inseparável do rumo de declínio económico, retrocesso social e dependência nacional que tem conduzido a uma crescente degeneração da soberania e da independência nacional.

Pesam sobre o regime democrático velhas e novas ameaças que visam o seu empobrecimento e descaracterização, adensam-se novos ataques aos direitos e interesses dos trabalhadores e do povo e à Constituição da República Portuguesa – já não apenas nos seus valores mais substanciais, no plano dos direitos, liberdades e garantias, no quadro político, económico, social e cultural e na afirmação da soberania nacional, mas até, como agora se verifica, na agressão a normas elementares de funcionamento institucional a cujo respeito estão obrigados os órgãos de soberania, como deveria ser o caso do actual Presidente da República.

 

Share/Save/Bookmark

Continuar...

 

A CDU saúda os milhares de candidatos, activistas e militantes do PCP, do PEV, da ID e independentes, a juventude CDU, que com a sua generosa dedicação e com a sua intervenção insubstituível contribuíram para esclarecer, mobilizar e fazer crescer uma sólida confiança de que é possível uma vida melhor e mais digna.

O resultado obtido pela CDU confirma a sua expressão política conquistada ao longo dos últimos actos eleitorais e aponta para um progresso da sua votação que, um resultado tão mais importante, quanto mais exigente se apresenta a intervenção que, quer no plano parlamentar quer no plano da luta, o futuro próximo inscreverá na vida política e social do país.

Share/Save/Bookmark

Continuar...

 

FACEBOOK

SAIU O AVANTE

ADERE AO PCP

adere_orl_pcp_2014.jpg

NEWSLETTER



Receber em HTML?

PROCURAR NA PÁGINA