No penúltimo dia de campanha eleitoral, Edgar Silva passou a manhã em Loures a contactar com os trabalhadores do município, com quem almoçou no refeitório. Na longa fila, na qual se integrou, o candidato falou com todos os trabalhadores, entregando-lhes o folheto com os compromissos da sua campanha e recebendo de muitos manifestações de apoio explícito.

Acompanhado pelo presidente da Câmara Municipal, Bernardino Soares, e por vários apoiantes do concelho, o candidato reafirmou aquele que é um dos compromissos centrais da sua candidatura: a defesa dos direitos dos trabalhadores. Nesta como noutras matérias, a candidatura de Edgar Silva distingue-se de todas as outras!

Nas declarações que prestou aos jornalistas que o acompanhavam, o candidato usou o exemplo de Loures para sublinhar a necessidade e possibilidade de retomar os valores de Abril. A população de Loures fê-lo nas últimas eleições autárquicas; por que não poderá o povo português fazer o mesmo no próximo domingo? Questionado sobre as declarações da candidata Maria de Belém relativas às subvenções vitalícias, Edgar Silva lembrou a sua estreia parlamentar, na Madeira, em 1996, e os primeiros projectos em que participou enquanto deputado da Assembleia Regional: um que previa apertar mais as incompatibilidades entre o exercício de cargos políticos e outras actividades profissionais e um outro, dirigido à Assembleia da República, propondo precisamente o fim das subvenções vitalícias.

No que respeita às expectativas para domingo, Edgar Silva garantiu esperar que os valores de Abril passem a estar presentes na Presidência da República. Para tal, e no tempo que falta, é preciso «mobilizar, mobilizar, mobilizar» para o voto na sua candidatura.

Share/Save/Bookmark

SIGA-NOS NO FACEBOOK

SAIU O AVANTE

FESTA DO AVANTE

festadoavante-cartaz2018.jpg

ADERE AO PCP

adere_orl_pcp_2014.jpg

NEWSLETTER



Receber em HTML?

PROCURAR NA PÁGINA