A CDU em comunicado manifesta-se contra o encerramento da Estação de Correios de Bucelas e apela à mobilização da população contra esta medida.

A População da Freguesia de Bucelas, mais uma vez vai obter uma prenda do novo Governo PSD/CDS, que já anteriormente o PS enquanto Governo assim o quis. 

Querem encerrar a Estação de Correios da Vila de Bucelas! Esta medida a concretizar-se é mais um retrocesso para a Freguesia e Vila de Bucelas.

 

A população da Freguesia ficará sem este importante serviço público que é prestado aos residentes de toda a Freguesia, ao nível da correspondência e do apoio social, junto dos reformados e pensionistas.

 

Estamos todos lembrados da luta que há cerca de 10 anos foi travada, na altura liderada pela Junta de Freguesia CDU, pois também o Governo PS e os CTT queriam encerrar a Estação de Correios de Bucelas.

Com a luta, diálogo e perseverança da população e autarquia, conseguimos continuar a ter este serviço.

Share/Save/Bookmark

Continuar...

 

 

Assim não, obrigado!

A CDU sempre defendeu e lutou pelas obras de remodelação do Largo Espírito Santo em Bucelas, para que o Largo fosse devolvido à população, dando vida ao coração da Vila, não esquecendo o problema do estacionamento e da sua importância para o comércio local.

Desde os anos 2000-2001, ainda com a gestão CDU na Câmara, que estava projectada uma intervenção no Largo, mas posteriormente, por desinteresse do PS, nos sucessivos mandatos na Câmara Municipal de Loures, foi constantemente adiada durante uma década.

As obras que estão a decorrer há mais de 4 meses no Largo Espírito Santo, em Bucelas, da responsabilidade do PS na Câmara Municipal de Loures e do PS na Junta de Freguesia de Bucelas não se compreendem! É um constante fazer e desfazer em todas as parcelas da obra.

Share/Save/Bookmark

Continuar...

 

Junta de Freguesia de Bucelas não cumpre a lei

Foi presente à Assembleia de Freguesia do passado dia 30 de Dezembro de 2010 o Regulamento de Taxas e Licenças para o ano de 2011 tendo sido aprovada por maioria, com 5 votos a favor do PS e com 4 votos contra da CDU.
 
Os eleitos da CDU apresentaram uma declaração fundamentando o seu sentido de voto, dado que a referida aprovação do documento em discussão não reunia as seguintes condições:

1) não esteve em consulta pública, pelo prazo de 30 dias para que a população se pudesse manifestar, conforme o disposto no artigo 118º do Código de Procedimento Administrativo que regula a apreciação pública.

Share/Save/Bookmark

Continuar...

 

FACEBOOK

SAIU O AVANTE

ADERE AO PCP

adere_orl_pcp_2014.jpg

NEWSLETTER



Receber em HTML?

PROCURAR NA PÁGINA